A Experiência com a F 800 GS

– Após o breve relato sobre a GS650 no último post, teremos agora um relato sobre a F 800, a segunda moto a integrar o grupo. Ela saiu novinha da loja no dia 15/04/2014, nas mãos do mais inexperiente do grupo, Alex.

Publicação 01 - BMW F800GS na Loja - 11-04-14 - 01 - Publicação

 

– Bom, começamos com uma pergunta simples: qual o melhor cenário para um inexperiente dar uma volta em sua primeira moto?

– Não sei o que passou por sua cabeça, mas aí vão alguns dados para ajudar a formular sua resposta: a primeira moto da sua vida é uma 800cc, você fica na ponta dos pés para alcançar o chão, é o seu primeiro passeio conhecendo a moto e em sua frente o maior engarrafamento em oito meses trabalhando em Goiânia. Ah! Vamos melhorar… No segundo dia você tivesse que percorrer 200 km em uma BR pela primeira vez na vida, uma tempestade de raios na saída cidade, mais uma tempestade no meio do caminho e, pra finalizar, chegar no horário de pico em Brasília.

Publicação 02 - Goiania - 15-04-14

– Pois bem, a resposta é tão simples como a pergunta: foi um inferno. Não recomendo a nenhum inexperiente fazer esta “lambança”. O desgaste físico e mental foi tão grande e intenso que o resultado será mostrado no final da publicação. Confesso que consegui somente pela ajuda de dois grandes amigos, Ayrton e Lagares, que literalmente me escoltaram em todo percurso em uma viagem à no máximo 100 km/h. De coração, muito obrigado.

– Quanto à moto, é de “tirar o chapéu”. Passou muita segurança, principalmente ao enfrentar algumas enxurradas devido à tempestade saindo de Goiânia e nas curvas da estrada. O freio é impecável e não desestabilizou em nenhum momento. Dentro da cidade, senti um pouco de quentura nas pernas quando parada muito tempo no trânsito, mas na estrada não houve problema algum. O banco que vem nela precisa ser mudado para viagens longas e no meu caso, devido à altura, infelizmente tem que ser o baixo no lugar do confort. O consumo só pode ser avaliado mesmo pelo computador de bordo e ficou na casa dos 20 km/l. Porém, acredito que temos que levar em consideração a pilotagem de iniciante. As trocas de marchas são macias, o motor é suave e de resposta imediata. Só gostaria mesmo que ela fosse 10 cm mais baixa, aí seria perfeita para meu tamanho.

Publicação 03 - Viagem GYB-BSB - 17-04-14

– Bom, concluindo a texto, gostaria de deixar um conselho, se é que um inexperiente pode fazer isso. Diria principalmente aos iniciantes que a cautela e prudência devem estar juntas. Não economize no equipamento, pois como diz nosso amigo Maurinho, “… é nosso couro rapaz.”. Não hesite em perguntar a coisa mais comum que pareça. Humildade na condução do veículo, não tenha vergonha de errar, mas preste atenção para evitar que ocorra novamente. Compre a moto pra você não para os outros e treine muito em dias de trânsito calmo. Ah! E a conclusão da viagem? A tensão era tanta que não tive pernas para segurar direito a moto na chegada e se não fosse o amigo Airton, teria ido pro chão com ela.

Publicação 04 - Moto Tombando - 17-04-14

Abraço.

Um comentário sobre “A Experiência com a F 800 GS

  1. Francisco Grillo

    Apos ver o seu relato da pra perceber que realmente você já foi pra porrada de cara, sem tempo pra se preparar melhor, mas no final deu tudo certo isso é o que importa. Até nossa viagem ainda teremos muito o que aprender e num tempo razoavelmente bom.